São Francisco de Assis – 04/10

CONTEXTO HISTÓRICO

Nesta época, por um lado se desenvolvia a intelectualidade e, por outro, vivia-se profunda inquietação religiosa, que levava muitos homens e mulheres a uma vida ascética, desprovida de bens materiais. Mas irá ocorrer uma profunda mudança na prática do cristianismo monástico, graças a São Francisco de Assis e ao papa Inocêncio III.

Francisco era considerado um mau espírito. Inocêncio III o defendeu, pois percebeu nele um modo novo de fazer apologia da pobreza. Francisco acabou com uma certa tristeza na vida monástica. Francisco mostrou que, se havia uma angústia nos evangelhos, era no sentido de que a justiça se tornasse efetiva entre os que se propunham a seguir os ensinamentos de Jesus.

O SANTO

Francisco_AssisFrancisco Bernardone nasceu em Assis, Itália, em 1182. Seu pai era comerciante e rico. Francisco era alegre, simpático, chegado a festas. Recebeu da mãe a educação cristã, o que o levou a ser solidário com os pobres, aos quais nunca negou uma esmola.

Aos vinte anos, alistou-se no exército de Gualtieri de Brienne, que combatia pelo papa. Quando estava em Espoleto, teve um sonho em que era convidado a preferir uma vida conforme os desejos do Patrão, deixando de lado seus próprios sonhos.

Voltou para Assis e, com 25 anos de idade, dedicou-se ao serviço dos doentes e pobres. No utono de 1205, enquanto meditava na igrejinha de São Damião, pareceu-lhe ter ouvido uma voz saída do crucifixo: “Vá escorar a minha Igreja, que está desabando.”

Passou a viver na mais completa miséria. Em 1209 fundou a Primeira Ordem, a dos frades franciscanos, a Ordem dos Frades Menores, cuja regra foi aprovada pelo papa Inocêncio III. Logo teve a companhia de alguns idealistas como ele. Foram morar em uma casa pobre e abandonada. Pregou e viveu a humildade e a pobreza absolutas, mas sem negar acolhimento a todo doente, pobre ou aflito que os procurava. constituição do primeiro núcleo da Viajou até a Terra Santa, à Síria e ao Egito, e em 1220 voltou para Assis e tratou de pôr em ordem a própria casa, redigindo a segunda Regra, aprovada por Honório III.

Na última etapa de sua vida, recebeu no monte Alverne os estigmas de Cristo, em 14 de setembro de 1224. Com apenas 44 anos de idade, a 4 de outubro de 1226, morria no chão nu da Porciúncula de Santa Maria dos Anjos, nas proximidades de Assis.

Foi escolhido como o padroeiro do meio ambiente e da ecologia. Por isto, no dia de sua festa é comemorado: o “Dia Universal da Anistia”, o “Dia Mundial da Natureza” e o “Dia Mundial dos Animais”. Mas poderia ser inclusive: o da Caridade e de tantos outros atributos. Autor do Cântico do Irmão Sol, um dos santos mais amados pelo mundo inteiro, são Francisco foi canonizado dois anos após a morte. Em 1939, Pio XII o reconheceu oficialmente como o “mais italiano dos santos e mais santo dos italianos”, proclamando-o padroeiro principal da Itália.

ILUMINAÇÃO BÍBLICA EM NOSSA VIDA

Sao Francisco descobriu o verdadeiro amor. “Se amardes somente a quem vos ama, que recompensa tereis? Não o fazem também os cobradores de impostos?” (Mt 5,46).

Vamos hoje cantar com São Francisco a Oração pela Paz, cujo autoria é a ele atribuida:

Senhor, fazei de mim um instrumento da vossa paz.
Onde há ódio, que eu leve o amor.
Onde há ofensa, que eu leve o perdão.
Onde há discórdia, que eu leve a união.
Onde há dúvida, que eu leve a fé.
Onde há erro, que eu leve a verdade.
Onde há desespero, que eu leve a esperança.
Onde há tristeza, que eu leve a alegria.
Onde há trevas, que eu leve a luz.

Ó Mestre,
Fazei que eu procure mais
consolar que ser consolado;
compreender que ser compreendido;
amar que ser amado.
Pois é dando que se recebe,
é perdoando que se é perdoado,
e é morrendo que se vive para a vida eterna.

Deixe uma resposta